Entenda a briga na Justiça sobre a libertação do ex-presidente Lula by tvbrasil   2 months ago

340,986 views

3,790 Likes   769 Dislikes

Ontem (8), foram mais de nove horas de decisões que primeiro liberavam o ex-presidente Lula e depois o mantinham preso. Por fim, prevaleceu a decisão de que Lula continua onde está, cumprindo pena no prédio da Superintendencia da Polícia Federal em Curitiba. A palavra final foi do presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Carlos Eduardo Thompson Flores. Ele disse que o desembargador plantonista, Rogério Favreto, não tinha competência para libertar o ex-presidente.

O impasse começou na manhã do domingo, quando o desembargador de plantão, Rogério Favreto, acatou pedido de habeas corpus a favor do ex-presidente. Favreto argumentou que a prisão de Lula feria a isonomia do processo eleitoral. Isso porque estando preso, o pré-candidato à Presidência da República estava impedido de participar de entrevistas, sabatinas e gravações, como os demais concorrentes ao cargo.

Favreto chegou a emitir alvará de soltura de Lula. Foi então que o juiz titular da Lava Jato, Sérgio Moro, disse que Favreto não tinha competência para liberar Lula. Moro pediu a manifestação do relator da Lava Jato na segunda instância, Gebran Neto, que suspendeu a decisão. Mas Favreto reiterou a decisão anterior, em novo despacho, e deu uma hora para a soltura de Lula.

Até que o presidente do TRF-4, Thompson Flores, encerrou a queda de braço. Em seu despacho, afirmou que os argumentos usados no habeas corpus a favor do ex-presidente são os mesmos já analisados pela 8ª Turma do TRF-4, e decidiu manter a prisão do ex-presidente.

Comments